Tools

pmto

Desta vez, os adolescentes têm que estar acompanhados dos responsáveis

O Núcleo de Estudos Multiprofissionais da Obesidade (Nemo), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), iniciou o Programa Multiprofissional do Tratamento da Obesidade (PMTO) para este semestre, visando atender os adolescentes que já participaram do semestre passado, mas desta vez acompanhados de seus responsáveis, podendo ser o pai, a mãe ou ambos. 

O programa, que é gratuito, será desenvolvido três vezes na semana, às segunda, quartas e sextas-feiras, das 18h20 às 20h30. As atividades trabalhadas consistem em uma hora de aula teórica de educação física e nutrição, respectivamente às segundas e quartas-feiras, e natação três vezes na semana, com uma hora de aula prática. As atividades serão realizadas nas instalações esportivas do Departamento de Educação Física (DEF), com piscina, ginásio de esportes, sala de aula e os laboratórios do Hospital Universitário de Maringá (HUM).

O objetivo é verificar como será o desempenho dos participantes em um programa multiprofissional do tratamento da obesidade, participando do Programa em família, almejando que isso contribua na redução do peso. O Nemo busca aprimorar e aproximar os conhecimentos das diversas áreas da saúde acerca do tratamento multiprofissional da obesidade e reunir evidências sobre riscos associados ao sedentarismo, sobrepeso e a obesidade.

Todos os adolescentes e responsáveis que se dispuserem em participar passarão por avaliações físicas e questionários que mostrarão o perfil de cada um e os hábitos relacionados ao excesso de peso, de modo que estes parâmetros sejam verificados durante a intervenção.

O Pmto completará 12 anos de atuação e já atendeu em torno de 550 adolescentes de 12 a 18 anos de idade, totalizando dois mil quilos de peso perdido pelos participantes do programa. A cada semestre, o projeto abre vagas para novos interessados e oferece informações sobre a estrutura básica empregada na intervenção.

Para outras informações, consulte o site, o facebook ou ligue no telefone (44) 3011-5026.

 

*(Com orientação dos jornalistas da Assessoria de Comunicação)